Frases para pensar


No dia em que eu temer, hei de confiar em ti. Salmos 56:3

quarta-feira, 3 de março de 2010

Cidade de Deus, cidade dos homens


Cidade de Deus, cidade dos homens

Sou do Rio de Janeiro. Moro há um quilômetro da Cidade de Deus. Passo de carro por lá. E sei do medo que a situação vivida por esta comunidade há décadas causava na população de Jacarepaguá, Barra e adjacências. O poder do tráfico de drogas causando medo e pavor nas pessoas.
Sem usar meu espaço para tecer elogios ou analisar efeitos, todos por aqui se sentiram mais aliviados com a inauguração a um ano da UPP da Cidade de Deus: uma forma mais humana de policiamento e de convívio com os moradores. Morando aqui vi o efeito nas ruas: crianças voltaram a circular, as ruas voltaram a ter gente até mais tarde, pastores amigos relataram a maior tranquilidade para seus membros irem e virem e até mesmo para a evangelização.
Ontem, porém, após a prisão de um jovem que aparentemente traficava ou era usado pelo tráfico de drogas, o temor parece ter retornado. Homens imbuídos da evidente intenção de matar incendiaram um ônibus com 20 pessoas dentro, sem dar a chance de fuga. Pelo menos cinco pessoas se feriram gravemente.
O que pensar sobre isto? Como responder a esta situação? Penso em algumas coisas:
- Resistência: não podemos desistir da mudança. Não podemos entregar o que já foi conquistado em termos de avanço social de volta ao poder paralelo das drogas e do assistencialismo podre que ele produz.
- Oração: lembrar que orar é falar com Deus sobre aquilo que só Ele pode fazer e pedir força e sabedoria para fazer aquilo que nós podemos fazer. Orar para rechaçar as forças espirituais da maldade. Orar para que nosso coração não desista de crer na mudança que o evangelho pode fazer na cidade dos homens (seja ela a Cidade de Deus ou outro lugar qualquer).
- Justiça: em todas as suas formas. A começar pela justiça que pune o mal. Não aceitar de forma alguma que o cerco do narcotráfico se instale e corrompa as estruturas sociais de gente tão sofrida. Mas também clamar por justiça social: que as ações iniciadas pelos governantes não sejam trocadas por um status de estado policial e beligerante. Que continue a crescer lá e em outras cidades dos homens a inclusão digital, a inclusão médica, a inclusão social, a alegria das festas populares agora sem financiamento das drogas, a alegria de poder andar pelas ruas livremente. Justiça.

Que a resposta da sociedade aos acontecimentos de ontem não seja a (re) edição da escalada de violência. Mas que estejamos abertos para continuar de todas as formas a tornar a cidade dos homens uma cidade de Deus. A Ele glória e poder.

2 comentários:

Élida disse...

É verdade! Neste instante estou assistindo o ocorrido pela Rede Record, foi horrível.
Eu já fui vítima do que era a Cidade de Deus, uma bala perdida, passou a um palmo da minha cabeça há cinco anos atrás, estava no ônibus do condomínio retornando do trabalho.
Eu estava acreditando realmente na pacificação e com o mesmo sentimento, inclusive, passando diariamente por lá e me sentindo tranquila.
DEUS é conosco e tenho a certeza que terá misericórdia.

Vania disse...

Tenho ido muito para perto da Cidade de Deus, não conheço o lugar, mas tenho ouvido falar sobre muitas coisas que lá acontecem. Às vezes até mesmo pessoas usando a situação para brincar com uma coisa séria em que a sociedade hoje se acostumou a ouvir no telejornais. Situações como essa como se fosse algo sem importância nenhuma e que é uma realidade preocupante no Rio de Janeiro. Temos que nos dar momentos de reflexão e orar pela nossa cidade, pensar na possibilidade de Paz aqui e em todo mundo, porque Deus esta vendo e Ele permite no sentido de aprendermos com Suas atitudes e começarmos a decidir se com Ele ou não.

Origem dos meus visitantes

Visitantes por países

free counters

FeedBurner FeedCount

LIVROS MARAVILHOSOS (meus preferidos)

  • A Maldição do Cristo Genérico - E. Peterson
  • A Serpente do Paraíso - Lutzer
  • Alma Sobrevivente - P. Yancey
  • Anseio Furioso de Deus - Brennan Manning
  • Chega de Regras - L. Crabb
  • Confiança Cega - B. Manning
  • Evangelho Maltrapilho - B. Maning
  • Igreja Orgânica - N. Cole
  • Maravilhosa Graça - P. Yancey
  • O Anseio Furioso de Deus - B. Manning
  • O Caçador de Pipas
  • O Impostor que Habita em mim - B. Maning
  • Reformissão - M. Driscoll
  • Reimaginando a Igreja - F. Viola
  • Sonhos Despedaçados - L. Crabb
  • Ânimo (Corra com os cavalos) - Eugene Peterson