Frases para pensar


No dia em que eu temer, hei de confiar em ti. Salmos 56:3

terça-feira, 8 de junho de 2010

Pelo direito de viver uma crise

-->
Pelo direito de viver uma crise

Ao ler o Salmo 6 esses dias pude me deparar com algo precioso e revelador: o poder do processo de crise na vida daquele que segue o caminho da fé em Deus. A atual percepção da igreja evangélica brasileira parece ter abandonado este caminho.

Quando ando de carro por aí percebo um fenômeno: diversas igrejas, das mais variadas denominações (não é privilégio neopentecostal), aderiram às campanhas que prometem bem estar e sucesso imediato às pessoas. Devo dizer que não sou contra você se sentir bem.

Mas creio estar se implantando uma tirania do bem estar no meio evangélico. Quando você diz estar vivendo uma crise parece que está acometido de algum tipo de lepra. Tão oposto ao Salmo em questão. Nele o salmista está doente e reconhece que é a mão de Deus sobre sua vida. Atualmente problemas são definidos como: maldição, encosto, macumba, olho grande, trauma psicológico. Nunca se admite a possibilidade de crise vinda de Deus.

Então este manifesto: eu tenho o direito de viver uma crise, ou duas, ou sei lá quantas. Estou cansado de patrulhamento espiritual, de respostas prontas, de gente insensível, que é incapaz de partilhar sua dor, mas está sempre pronto a descobrir uma maneira de analisar sua dor.

O salmista conhece seu Deus e o questiona: até quando? Passar por uma crise, enfrentá-la, nos amadurece e concede este direito. Ir ao coração do Pai e perguntar até quando. E depois confiar em que Ele saberá a hora de responder. Brennan Manning nos lembra em “O Impostor que Habita em mim” que precisamos de pessoas diante de quem possamos ser nós mesmos.

A expressão final de vitória está na afirmação: Deus ouviu minha súplica, o Senhor aceitou minha oração. Confiança e certeza de que viver uma crise não me diminui diante de Deus. Pelo direito de viver uma crise.

10 comentários:

Wendel Bernardes disse...

Marcos, seu texto é de uma singeleza e profundidade como poucos que tenho lido ultimamante.

O fato de 'viver uma crise' não significa que você está vivendo num abismo, pronto pra cair, ou mesmo comungando com o pecado!

Crise é crise e pronto! E como bons humanos que somos, estamos sujeitos a ela sim! Assim que abandonarmos essa concepção do 'Super ser cristão', faremos como Paulo que dizia; "O que faço é o que não quero, mas o que não quero, isso sim está diante de mim"!
Se até um cara como Paulo assim o fez, porque não eu?

Grande abraço!

www.wendelbernardes.blogspot.com

Marcus Vinicius disse...

Oi Wendel, obrigado pelo carinho e apoio. Realmente cansei de ser taxado, medido, julgado, desprezado porque vivo ou experimento alguma crise. Este não é o evangelho, esta não é a Bíblia que leio.

Paz.

Elizabeth Siqueira da Costa disse...

Oi, Marcus,

Amei o assunto porque acima de tudo nos devolve a liberdade de "ser humano"...imagine que nesta semana alguém (uma liderança) me disse que eu deveria chorar menos, que , quem sabe, "uma vez no mês"????? ...eu não me contive...e ainda disse: "olha, veja eu, a última vez que chorei foi no mês de abril"...hahahha

Daniele disse...

Olá Pastor...lendo este texto só há uma única coisa que eu possa dizer: ALELUIAS!

Deus te abençoe
grande abraço,

René disse...

Amado Marcus Vinícius,

"Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando" (1Pe 4.12-13).

E também: "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes" (Tg 1.2-4).

Acho que esta é a palavra do Espírito de Cristo, com relação às nossas crises. Assim sendo, dá para pensar em alguma crise em nossa vida, que não esteja dentro da vontade do Senhor?

Veja o que está acontecendo: em meio a uma crise, o Senhor o leva a lançar um olhar crítico, tanto para dentro (o seu coração), como para fora (o testemunho dos que se dizem cristãos). O resultado disto será a edificação, o aperfeiçoamento, tanto seu, quanto dos que o acompanham, neste momento. Isto é o agir de Deus em nós, que, normalmente, se torna evidente nos momentos de crise.

Que a Paz do Senhor Jesus continue com você, sua família e seus leitores!

Carlos Eduardo disse...

Sobre a Crise.

Tenho em mente que a pregação da prosperidade não tem nada a ver com a pregação do evangelho. Muitos vão a Igreja para ter bençãos financeiras e até dizimam para abrir as janelas do céu pensando que vai jorrar dinheiro por ela. Chega de campanhas que visam nosso saldo bancário. As Igrejas Neopentecostais visam muito isto. Vamos pregar a palavra de Deus. Se vc estiver na Palavra, Deus o abençoará, Ele sabe o que é melhor para o teu filho. Hoje, temos que ter para ser. Isto é o que o mundo nos mostra. Mas Deus não tá nem aí para o que o mundo diz. O Reino dele é nos céus. Ser pobre, não é sinal de ser pecador. Creio que prosperidade é um resultado da nossa relação com Deus e com nossos irmãos, creio que prosperidade é ser saudável fisicamente e mentalmente. Jesus queria mostrar aos discípulos que devemos praticar o desapego das coisas materiais "É MAIS FÁCIL PASSAR UM CAMELO PELO BURACO DE UM AGULHA DO QUE UM RICO ENTRAR NO CÉU"
Paulo escreveu na sua primeira carta a Timóteo afirmando que o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males e tem aqueles que levados pela cobiça se desviam da fé.
Estar em crise faz parte da vida, não é maldição e nem pecado. Fique Na Paz, e viva a sua crise saudavelmente.
No maior Salmo da bíblia encontramos.... Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e luz para os meus caminhos (Salmo 119:105).

Pr. Paulo Fabricio disse...

Já estou te seguindo.

Gisèle disse...

Que coisa boa de se ler! Glória a Deus pela sua vida pastor Marcus Vinícius.

Wilson Costa disse...

Caro Marcus, a pouco tempo atrás, ainda sinto o cheiro do rescaldo da demolição que me vi submetido. Enquanto havia as lágrimas, elas me acompanhavam, ainda não era o deserto tinha a companhia das lágrimas. Quando acabou as lágrimas, comecei a gemer, ainda não era o deserto tinha os gemidos como companhia. Quando não havia mais lágrimas e gemidos, aí então percebi verdadeiramente que estava no deserto.
Não podia mais recorrer a nenhuma outra instância humana,estava totalmente só. Foi então que Deus Se fez perceber, quando deixei de debater à esmos, às crises que se acumularam a cada busca de resposta e solução.
O desencadeamento da crise, se definiu no grande livramento que o Senhor me concedeu, não somente a mim, mas a toda a minha família. Caro Marcus , faltou um ultimo suspiro para que nós perdêssemos nossa filha, para um facínora.
Uma ilustração:"... o carvalho que está fixado na floresta, quando açoitado pelas tempestades, ele não é atingido frontalmente, as outras árvores amenizam a intensidade das fortes rajadas. Mas quando solitáriamente na planície, não tem escapatória, os fortes ventos o açoitam impiedosamente, ele se curva diante das fortes rajadas, e ao se curvar suas raízes se aprofundam para não se quebrar. Suas fibras ficam enrijecidas ao extremo.
Caro Marcus:... quando se precisam de uma madeira que sirva como dormentes para assentar os trilhos de trens, que tem uma duração de vida útil espantosa; quando se precisavam de uma madeira que serveria como cascos de um navio, é justamente o carvalho fixado solitáriamente na planície que são escolhidos..." Deus também faz os melhores usos das vidas que foram provadas no fogo da aflição, no vigor das tempestades.
Pedro diz:"...depois de provados um pouco, o Deus que é amor e que nos chamou para participarmos da sua eterna glória, por estarmos unidos com Cristo, ele mesmo nos aperfeiçoará e dará firmeza,força e verdadeira segurança..."1ªPe.5.10.
Caro Marcus, somos do Senhor, mantenha-se na posição de guerreiro, ou seja, entrincheirado contra às ondas que marolam do mar de rosas, sob o olhar do céu de brigadeiro. Estamos em Cristo, não em crises.

Marcus Vinicius disse...

Obrigado Wilson pela linda reflexão. Estou em Cristo contigo. Você é um daqueles diante de quem eu ousaria chorar minhas dores.

Deus te abençoe.

Origem dos meus visitantes

Visitantes por países

free counters

FeedBurner FeedCount

LIVROS MARAVILHOSOS (meus preferidos)

  • A Maldição do Cristo Genérico - E. Peterson
  • A Serpente do Paraíso - Lutzer
  • Alma Sobrevivente - P. Yancey
  • Anseio Furioso de Deus - Brennan Manning
  • Chega de Regras - L. Crabb
  • Confiança Cega - B. Manning
  • Evangelho Maltrapilho - B. Maning
  • Igreja Orgânica - N. Cole
  • Maravilhosa Graça - P. Yancey
  • O Anseio Furioso de Deus - B. Manning
  • O Caçador de Pipas
  • O Impostor que Habita em mim - B. Maning
  • Reformissão - M. Driscoll
  • Reimaginando a Igreja - F. Viola
  • Sonhos Despedaçados - L. Crabb
  • Ânimo (Corra com os cavalos) - Eugene Peterson