Frases para pensar


Pois os pobres vocês sempre terão com vocês, e poderão ajudá-los sempre que o desejarem. Mas a mim vocês nem sempre terão. (Marcos 14. 7)

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Quando somos provados, como reagir? Salmo 11.5

O SENHOR prova o justo, mas a sua alma aborrece o ímpio e o que ama a violência (Salmo 11.5).



Ser provado faz parte da jornada Cristã. O mundo evangélico divide-se entre duas opções extremas e quase trágicas:

- há os que amam as provações, parecem não conseguir viver sem elas, numa síndrome de aceitação doente. São os que parecem dizer: se não tem provação Deus não deve estar me aprovando.

- há os que rejeitam as provações, muitas vezes dizendo que Deus não faria uma coisa dessas, que Ele é Graça e amor, que Ele está nos sustentando e amando, cuidando para que tenhamos tudo. É a síndrome do filho especial príncipe de Deus com direito a tudo.
Ambos os extremos são perigosos. A verdade bíblica aponta para o fato de que tempos em tempos Deus prova seus filhos, não para destruir, não para provar que ama. Mas demonstrar que está atento e nos ajudar a crescer em confiança (Salmo 11.1 - No Senhor eu confio).

O salmista termina afirmando que os olhos, o rosto de Aba está voltado para os retos - retidão que só é alcançada por nós através de nossa fé em Cristo. A provação é símbolo do cuidado atencioso e amoroso de Deus. Nossa atitude deve ser a alegria do cuidado amoroso.

Graça e paz, sempre.

3 comentários:

Moyses Alexandre de Godoi disse...

Conheço muita gente que vive "na prova", sempre na mesma conversa: - Irmão nos ajude em oração, estamos passando por uma prova daquelas, o irmão sabe que essa última não foi fácil vencer, e essa de agora também é feroz! A gente nem bem sai de uma e já entra noutra, mas se a prova [e grande, a vitória é maior...

EU que aconpanho de perto e pela intimidade que tenho com eles conheço detalhes de tais "provas" sei que na mairia das vezes são consequências de erros, isso ocorre muito na igreja, tenho falado pessoalmente pregado sobre isso.
Mas as provas realmente existem, e são reflexo do Amor de Deus, embora haja como você citou no texto os que argumentam que Deus é Amor e não faria isso, porém é por isso mesmo, por ele ser Amor, que quando necessário nos prova, mas pessoas que entra ano e sai ano e tão na mesma conversinha de sempre, de provas e lutas, estão sofrendo as consequencias de seus próprios erros...
Forte Abraço...

René disse...

Perfeito, Marcus!

O Evangelho nos chama ao equilíbrio! Nas provações, ou fora delas, devemos estar focados no amor do nosso Deus Pai e Criador, por nós!

Grande abraço e continue na Paz!

Wendel Bernardes disse...

Creio que além de existir uma muito bem definida linha entre esses dois tipos de "crentes", existe também toda uma indústria por detrás dessas facetas, cada vez mais permitindo uma desinformação (no mínimo) em relação ao que a Palavra REALMENTE afirma sobre esse tema.

Muitos fazem de "tudo posso naquele que me fortalece" sua frase de cabeceira, como se fora escrita pelo Lair Ribeiro ou outro orador de auto-ajuda.

Mas esquecemos do conteúdo que Paulo discorre nos anteriores versos!

Creio que Deus sempre tem seus caminhos, e trilhar neles, entendendo ou não, são indispensáveis para sentir o cumprimento da Soberana Vontade Dele, ou pelo menos, de Sua permissão!

Ótimo texto Marcus,
Que Ele esteja SEMPRE conosco, em todos os momentos e caminhos!

Abraços!

Origem dos meus visitantes

Visitantes por países

free counters

FeedBurner FeedCount

LIVROS MARAVILHOSOS (meus preferidos)

  • A Maldição do Cristo Genérico - E. Peterson
  • A Serpente do Paraíso - Lutzer
  • Alma Sobrevivente - P. Yancey
  • Anseio Furioso de Deus - Brennan Manning
  • Chega de Regras - L. Crabb
  • Confiança Cega - B. Manning
  • Evangelho Maltrapilho - B. Maning
  • Igreja Orgânica - N. Cole
  • Maravilhosa Graça - P. Yancey
  • O Anseio Furioso de Deus - B. Manning
  • O Caçador de Pipas
  • O Impostor que Habita em mim - B. Maning
  • Reformissão - M. Driscoll
  • Reimaginando a Igreja - F. Viola
  • Sonhos Despedaçados - L. Crabb
  • Ânimo (Corra com os cavalos) - Eugene Peterson