Frases para pensar


No dia em que eu temer, hei de confiar em ti. Salmos 56:3

quarta-feira, 11 de março de 2009

EXCOMUNHÃO, ABORTO, ARNALDO JABOR E POBRES DIABOS

Na última semana fomos surpreendidos pela triste história de uma menina no nordeste brasileiro: 9 anos, sem pai, um padrasto doente, estupros seguidos, gravidez de gêmeos. Triste notícia, triste história, violência absurda realizada por um absurdo homem.

Mas tudo isto se torna mais duro quando a menina tem que enfrentar uma intervenção médica, sofrer um aborto, sofrer por um aborto, sofrer por ser menina, sofrer porque vive em condições desumanas, porque a vida nem sempre é justa, sofrer porque parece que a pobreza e miséria do outro já parece não nos importar mais.

E além de tudo isto temos a intervenção da religião nessa história. A Igreja Católica, na pessoa do arcebispo local, intervém e tenta impedir o aborto dos gêmeos oriundos do estupro. Não consegue. A lei dos homens se impõem. E depois mais confusão. A igreja excomunga os médicos que praticaram o aborto.

Continuando,

A Igreja desautoriza o arcebispo. Tem excomunhão, não tem excomunhão? E no meio disso tudo o senhor Arnaldo Jabor se levanta para fazer seus comentários. Tem espaço na mídia. Tem voz na televisão. E resolve comentar os acontecidos e principalmente a atitude do bispo católico.

Ouvi seu comentário pela Rádio CBN (pertence ao grupo Rede Globo). E entre tantas coisas que ele falou, demonstra no mínimo falta de respeito à religião alheia e falta de conhecimento das posições teológicas das tais religiões. Eu não entendo de cinema o suficiente para comentar os filmes do senhor Jabor (se é que ele faz cinema ainda?), então acho que ele deveria ser cuidadoso e menos preconceituoso ao comentar as atitudes do padre referido.

E digo isto na certeza de que esta crônica falada do Jabor, no caso citado, foi recheada de falas desconectadas ao assunto em pauta, especialmente quando, de maneira intencional de ofender, resolveu atacar as igrejas que não são a Igreja: ou seja, falou dos evangélicos que não excomungaram ninguém, nem mesmo fizeram parte do episódio. Mas falar de nós não seria estranho, tudo bem, o estranho e falar o seguinte:

"Porque a Igreja (católica) não se moderniza em suas posições (e praticar aborto é ser moderno, pensem na sutileza da fala!), as outras igrejas (os evangélicos) constroem suas casas de arrancar dízimo de pobres diabos". A fala foi mais ou menos essa.

Somos pobres diabos: não temos opinião, inteligência ou discernimento ético/moral. E patrocinamos casas de arrecadar dinheiro, que nada fazem em favor desse imenso país varonil. É muita petulância e vaidade desse senhor achar que pode ofender e denegrir a Igreja Evangélica brasileira, com tanto preconceito assim. Logo ele tão moderno.

Minha proposta: boicote ao Jabor. Já!

Não somos pobres diabos, temos opinião e atitude. E contribuimos muito mais que o Jabor para que alguma coisa de bom aconteça nesse país.

Boicote nele. Um abraço,

Fiquem com Deus.

Um comentário:

luiz disse...

Graças a Deus a excomunhão está suspensa.
O problema é muito sério, porém existe a decadas.
Hoje a informação é rapida, muitos informantes.
O ambiente no nordeste é bravo.
As pessoas vivem no mesmo comodo.
A ignorancia deixa essas coisas acontecerem naturalmente.
Eu já ví problemas no interior do Ceará, muito semelhante, a 30 anos atras.
Eu presenciei algo, que é o caminho de tudo isso, até no Paraguai,com essa idade entre as crianças, em troca de um prato de comida.
Pessoas mais esclarecidas, se divertem nesse meio.
Os coroneis, também.
No Rio de Janeiro, também.
Somente uma evangelização vai mudar tudo isso.
Vamos em frente meu glorioso DEUS, que atrás vem o diabo.
lucena

Origem dos meus visitantes

Visitantes por países

free counters

FeedBurner FeedCount

LIVROS MARAVILHOSOS (meus preferidos)

  • A Maldição do Cristo Genérico - E. Peterson
  • A Serpente do Paraíso - Lutzer
  • Alma Sobrevivente - P. Yancey
  • Anseio Furioso de Deus - Brennan Manning
  • Chega de Regras - L. Crabb
  • Confiança Cega - B. Manning
  • Evangelho Maltrapilho - B. Maning
  • Igreja Orgânica - N. Cole
  • Maravilhosa Graça - P. Yancey
  • O Anseio Furioso de Deus - B. Manning
  • O Caçador de Pipas
  • O Impostor que Habita em mim - B. Maning
  • Reformissão - M. Driscoll
  • Reimaginando a Igreja - F. Viola
  • Sonhos Despedaçados - L. Crabb
  • Ânimo (Corra com os cavalos) - Eugene Peterson